TREINAMENTO FUNCIONAL PARA ATLETAS DE ENDURANCE

Um bom programa de treinamento de força para atletas de endurance é composto por quatro pilares fundamentais que buscam a melhora da qualidade de movimentos e devem ser vistos com a mesma importância. Cada um deles desenvolve o equilíbrio, evitando posturas inadequadas pontos de tensão e a fraqueza de algumas cadeias musculares. O treino de força neste caso não é desempenho (desempenho é o triathlon), mas sim uma sessão de treino que proporciona ao atleta desenvolver e aprimorar sua percepção corporal. Assim o atleta vai ativar as musculaturas que melhoram sua postura e vai facilitar a manutenção das técnicas nas três modalidades. Os quatro pontos são:

➢ Aumento da mobilidade articular;
➢ Fortalecimento da musculatura estabilizadora das articulações;
➢ Terapia de tecidos moles (massagem ou autolibertação miofáscial);
➢ Alongamento muscular.

O treinamento de triathlon envolve muita repetição (tempo) de movimento, logo o que se move são as articulações. Pense em você nadando, pedalando e correndo… Todas as suas articulações estão sendo solicitadas, cada uma com a sua função dentro de cada modalidade (mobilidade / estabilidade). Se uma ou mais articulações estiverem desequilibradas (instáveis ou pouco móveis )todo o corpo irá reorganizar-se em função disso gerando várias compensações.

Sendo assim, procure focar seu treino (força ou triathlon) na qualidade de movimento (ativação do CORE e técnica), em como suas articulações se comportam (estabilidade e mobilidade) e não em quanta carga você está levantando ou o quão rápido você movimenta-se. Este cuidado técnico irá preservar e evitar desgastes e lesões. A médio ,longo prazo fará toda a diferença no objetivo e resultado desejados. DICA: Inicie o aquecimento nas sessões de treino das três modalidades e de seus exercícios de força de forma lenta, ativando os músculos do CORE e com muita atenção na sua respiração e na técnica do movimento. Assim irá aumentar sua percepção e controle corporal.

Prof. Alex Azambuja